Busca do Google

Pesquisa personalizada

Doe

História Pitoresca(Avante Camaradas)

|

Combatentes da Coluna Prestes
Filme mostra como as Forças Armadas adotaram hino revolucionário feito para homenagear a coluna Prestes.Uma parceria entre a Fundação Cultural do Exército Brasileiro e o Ministério da Cultura levará ao grande público um dos episódios mais curiosos da História do Brasil. O hino Avante Camaradas, ouvido com freqüência nas cerimônias militares, paradas ou comemorações cívicas, não foi composto para o Exército, mas para a Coluna Prestes, nos anos 20.


Por um desses desencontros que ponteiam a vida das sociedades, o hino revolucionário acabou nas mãos das tropas que tinham sido destacadas para combater a Coluna Prestes, que, entre 1925 e 1927 marchou por boa parte do País, atravessando Minas Gerais, Bahia, Goiás, Paraíba, Pernambuco, até chegar ao Jalapão, hoje no Estado do Tocantins, e internar-se em território boliviano. No dia 21 a história inteira será mostrada em Brasília, com a exibição do filme Avante Camaradas, da cineasta Micheline Bondi, lançado em 1986. Será feita uma festa. O Exército não só vai hospedar os componentes da banda Filarmônica Lira Angicalense, como vai treiná-los a tocar o antigo hino. Depois da exibição do filme, no Cine Brasília, a Filarmônica Angicalense executará Avante Camaradas com reforço da banda militar. No dia 8 de abril o filme será exibido em Salvador, na Biblioteca Pública da Bahia. O hino foi composto pelo maestro Antonino Espírito Santo, que nasceu em Angical, no oeste da Bahia. O filme conta a história do hino - como foi composto para a Coluna Prestes e caiu em mãos dos oficiais do Exército. De acordo com o curta-metragem, de pouco mais de 14 minutos, realizado em 1986 e que contou com a participação de atores e cidadãos de Angical, nos anos 20 chegou ao município a notícia de que os integrantes da Coluna Prestes aproximavam-se de São Romão, no Rio São Francisco, muito perto dali. Entusiasmados com as notícias exaltadas que os jornais narravam sobre a insurreição comandada pelo capitão Luiz Carlos Prestes, Angical inteira se preparou para receber os revolucionários com uma festa sem precedentes. Acontece que a Coluna se desviou, seguiu cinco dias pela Bahia, avançou rumo ao Maranhão e se desviou para Pernambuco. Na ocasião, foi registrada uma grande batalha em Piancó, na Paraíba. Depois, a Coluna avançou novamente pela Bahia e o povo de Angical se animou. O maestro Antonino Espírito Santo então compôs o dobrado Avante Camaradas. Segundo a fita de Micheline Bondi, Antonino passou a tocar a marcha todos os dias no coreto da praça, com a participação dos cidadãos de Angical. Numa manhã, quando o povo da cidade acordou, percebeu que havia novidades por ali. Decepção. Quem chegou foi um destacamento do Exército, incumbido justamente de tentar parar a Coluna Prestes. Os militares acamparam em Angical e, durante o tempo em que passaram por lá, ouviam todos os dias os acordes do Avante Camaradas. Decoraram o hino. Assim que Prestes alcançou a Bolívia, o destacamento foi autorizado a voltar para o Rio de Janeiro. Os soldados foram embora cantando o Avante Camaradas, que logo se propagou por todo o País e acabou adotado pelo Exército. Ouça o hino: http://txt.estado.com.br/ext/som/avante.mp3

Confira a letra da música: Avante, Camaradas! Letra/Música: Antonio E. Sarno Avante, camaradas!

Ao tremular do nosso pendão Vençamos as invernadas Com fé suprema no coração. Avante sem receio Que em todos nós a Pátria confia Marchamos com alegria, avante! Marchamos sem receio. (2x) Aqui não há quem nos detenha E nem quem turve a nossa galhardia. Quem nobre missão desempenha Temer não pode a tirania, a tirania. E nunca seremos vencidos Pois marchamos sob a luz da crença. Marchamos sempre convencidos Não há denodo que nos vença (2x) Avante, camaradas! Ao tremular do nosso pendão Vençamos as invernadas Com fé suprema no coração. Avante sem receio Que em todos nós a Pátria confia Marchamos com alegria, avante! Marchamos sem receio.Havemos sempre audazes A afrontar o perigo; E seremos perspicazes Ante o mais férreo inimigo.Por isso, não temamos: Sempre fortes e sobranceiros, E com bravura sempre lutaremos; Brasileiros nós somos, Nós somos Brasileiros! (2x)

Fonte: http://www.vermelho.org.br/diario/2006/0313/0313_avante_camaradas.asp



0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
..::Desde 12 de Abril de 2008 Horizonte-Ceará-Brasil::..

..::Aten��o::..